A leitura estimula o cérebro dos idosos

Um livro pode ser um grande companheiro e beneficiar a saúde física e emocional de quem chegou à terceira idade.

 

Sempre que ouvimos a frase “incentive a leitura”, pensamos logo nas crianças, não é? Mas nos esquecemos de que há outros grupos na sociedade que se beneficiariam muito com o hábito de leitura, especialmente os idosos.

 

Vários estudos apontam que para minimizar os efeitos negativos do envelhecimento, especialmente nos casos em que o idoso encontra-se deprimido, o estímulo é o melhor caminho. Nesse sentido vale tudo: ver filmes, visitar exposições, dançar, cantar e, claro, ler.

 

A leitura manterá a mente em atividade, recebendo estímulos constantes e até mesmo assimilando novos conhecimentos, contribuindo, além de tudo, para evitar ou retardar o aparecimento ou a progressão de doenças neurológicas degenerativas, como o Alzheimer, por exemplo.

 

É o exercício mental ajudará a melhorar o funcionamento do cérebro e protege-lo do declínio cognitivo, pois mesmo em idade avançada novos neurônios podem nascer.

 

Portanto, cabe à sociedade, aos governos e, especialmente aos familiares e amigos da pessoa idosa, estimular esse precioso hábito de ler.

 

O bem que isso trará será maravilhoso para os idosos e contribuirá para que essa seja, de fato, a melhor idade!

 

Dica: a  Livraria Nobel tem vários livros para estimular a leitura dos idosos. Venha conferir!

 

Fonte: https://www.avovo.com.br/importancia-da-leitura-para-idosos/