Coco Chanel: Retratos da Vida

Coco Chanel nasceu em 1883 com o nome Gabrielle Bonheur Chanel. Ficou órfã de mãe e foi abandonada pelo pai aos seis anos de idade, sendo criada em um externato até a idade adulta.

Essa grande estilista revolucionou o conceito de moda feminina, e marcou sua época com seu talento único. Hoje, Chanel é sinônimo de alta costura e foi eternizada como ícone da cultura pop.

O Início do contato com a moda

A ligação de Chanel com o mundo da moda começou em 1910, em Deauville, na França. Nesta cidade, ela passou a trabalhar em uma loja de chapéus. Coco, maneira como era chamada pelos amigos, criou os alicerces de uma elegância feminina única, ao longo de uma vida em que o trabalho sempre ocupou o lugar principal.

Em quatro anos, já era dona de duas lojas do gênero, uma na mesma cidade de Deauville, outra em Paris. Além dos chapéus, as primeiras roupas concebidas por Coco já possuíam os traços marcantes de suas criações: a simplicidade e o conforto. Assim, foram surgindo vestidos chemisiers soltos, amplos cardigãs, peças em jérsei e twinsets.

 

Lançamento de muita ousadia

Sem qualquer preconceito, Chanel adotou o suéter masculino usado sobre saias lisas e retas. Em 1920, deu um de seus golpes mais ousados, lançando calças masculinas para mulheres, inspiradas nas calças de boca largas usadas por marinheiros.

Suas inovações, de fato, retocaram toda a silhueta feminina. O novo comprimento de suas saias mostrou os tornozelos das mulheres, cujos pés passaram a contar com sapatos confortáveis de bicos arredondados. Pérolas e bijuterias ganharam lugar de destaque entre os acessórios. Cachecóis enrolaram-se com classe nos pescoços das mulheres e seu corte de cabelo tornou-se simétrico, reto, mostrando a nuca. Nascia o eterno corte Chanel.

 

Dedicação e Perfeccionismo

 

A mulher que incansavelmente criava estilo e elegância para outras mulheres era uma perfeccionista. Com uma tesoura nas mãos, era capaz de passar até dez horas seguidas em busca do exato efeito de um modelo. Era também capaz de recomeçar os projetos quantas vezes fossem necessárias, até atingir o ponto que considerava ideal.

Em 1929, Chanel criava em Paris uma butique especial para a venda de seus acessórios. Um ano depois ia para os Estados Unidos, onde desenhou roupas para diversos filmes da United Artists. De volta à França, dedicou-se basicamente à sua confecção, até 1939.

O Início da Lenda

Chanel foi uma figura presente em sua Maison até sua morte, aos 88 anos. Verdadeira lenda, Chanel mantém milhões de fiéis seguidoras em todo o mundo.

“Coco Chanel não estava apenas à frente de seu tempo. Ela estava à frente de si mesma. Se olharmos para o trabalho de estilistas contemporâneos, veremos que muitas de suas estratégias ecoam o que Chanel já fez”. Assim a jornalista Ingrid Sischy definiu o trabalho de Coco Chanel para a revista norte-americana “Time”.

 

Gostou da história de Coco Chanel?

Adquira o livro ilustrado “Coco Chanel: retratos da vida” e leve para casa histórias e frases dessa estilista fantástica.

Confira a disponibilidade em uma loja mais próxima de você!

 

Até a próxima!

 

Fonte: Fashion Bubles